o celular matou a câmera fotográfica.
é a metadona do fotógrafo instantâneo.
prático, portátil, roubável, vida-curta, bateria-fraca.
câmera grande assusta, chama atenção, tira onda, mas enxerga melhor.
menos plástico, mais vidro.
menos megapixel, mais luz.

Abaixo outras fotos da caixa.de.musica, que nasceu aqui, apresentamos no ISCL 2011, no Oliveira´s e  no Digitalia. A mesma caixa tocou no Overnoise de Dose na Baluar7e.